Site Melhor Visualizado em 1024 x 768

 

Aguarde Carregar a Música

Texte alternatif


Aqui Você Ouve: Bridge Over Troubled Water

 

Comprar Cds Originais do Jessé

           

...:: Clique Aqui e Pesquise Preços no Buscapé ::...

VEJA TAMBÉM
 

...:::  P R O M O Ç Õ E S :::...

Notebook

Compare Preços

Câmeras Digitais

Compare Preços

Livros

Compare Preços

Celular

Compare Preços

Automóveis

Compare Preços

Vídeo Game

Compare Preços

Mp4 / Ipod

Compare Preços

Impressoras

Compare Preços

Computadores

Compare Preços


CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E RECOMENDE A PÁGINA PARA SEUS AMIGOS

Clique Aqui e Adicione o Site do Jessé aos seus Favoritos

Saiba onde tem o melhor preço antes de comprar
 

Saiba onde tem o melhor preço antes de comprar

 

By Marcos Totti

 

* A canção "Onde está você", Jessé gravou em homenagem a cantora Alaíde Costa, todas as vozes que se ouve nesta música é do Jessé, 18 ao total, que ele gravou uma por de cada vez. Essa técnica de estúdio chama-se "overdub".

* No ano de 1983, Jessé venceu o "Festival da Canção da Organização Íbero Americana - OTI, em 3 categorias: melhor intérprete, melhor canção e melhor arranjo, com a canção "Estrela de Papel". Este festival reuniu participantes de 22 países das Américas e da Europa.

* Durante os ensaios do Festival da OTI, os membros da orquestra, todos americanos, já cumprimentavam Jessé, e os próprios concorrentes também faziam elogios antecipadamente.

* A letra de "Estrela de Papel", chamou a atenção do público, jurados e concorrentes do Festival da OTI, achavam que era uma homenagem ao então presidente dos E.U.A. na época, Ronald Reagan, mas na verdade Jessé e Elifas Andreato se inspiraram em Charles Chaplin, para retratar o herói da canção.

* Jessé encerrou a temporada do show "O sorriso ao pé da escada" no Teatro da Universidade Católica "TUCA", exausto, adoentado e preocupadíssimo com a doença de um filho, nem por isso, porém, sonegou ao seu público por quase uma hora autógrafos e apertos de mão.


 

.DESCASOS DA CRÍTICA.

"Durante 15 dias, Jessé encheu a platéia do "TUCA", o Teatro da Universidade Católica, no final de fevereiro, com o primeiro espetáculo de fato em sua carreira. E só o companheiro Zuza Homem de Mello, do "Estadão" e da "Jovem Pan", lhe deu a merecida atenção.Queixa justa de Elifas Andreatto, o extraordinário artista gráfico que dirigiu a celebração de Jessé: "Eu convidei duas dezenas de jornalistas para assistirem ao show. Ninguém, mas ninguém mesmo, apareceu. Não queriam escrever? Tudo bem? Mas, ao menos, deveriam ter aparecido para ver o que idealizamos e o que fizemos".

"o texto acima foi tirado de uma matéria que o Silvio Lancelloti, escreveu p/ um jornal na época"



 

"Jessé é um sucesso de público, amado por mulheres e crianças e inteiramente ignorado pela crítica.
- Não estou fazendo nenhum bico. Estudei música, caminhei muito, sei o que faço. Então não me preocupo com a opinião de crítico que não sabe sequer onde está a nota dó. As pessoas precisam saber de onde eu vim, me ouvir, conhecer meu trabalho e só depois podem comentar. Mas a verdade é que não conhecem nada, têm o maior preconceito com gente nova... Torcem o nariz pra mim e eu torço o nariz pra eles. Quero ir para o palco cantar e acabou!

"Entrevista de Jessé ao Jornal da Tarde, 24/02/83"
 

 

"Quando podia, ele fazia a platéia parar de dançar para ouvir seu virtuosismo vocal, ao estilo "Swingle Singers", em "Concerto para uma só voz", o efeito ainda é o mesmo: o público delira. E nem percebe que Jessé renderia muito mais se não se preocupasse tanto em emitir trinados ou soltar longos agudos que apenas enfeiam seu timbre"

Revista "Isto É" 29/06/83, autor da matéria, Artur Xexéo.
 

Obs: Só em ler o final da matéria desse que se diz "jornalista", nota-se que o mesmo não entende nada de musica e ainda se atreve a escrever alguma coisa. Realmente sem comentários. Só não poderia deixar de comentar isso. Fui
 

.Os Inocentes.

Este grupo brasiliense – homônimo da banda paulistana punk liderada por Clemente da década de 80 – foi formado na segunda metade dos anos 60. Teve entre seus integrantes o cantor Jessé, que no início dos anos 80 conquistaria sucesso popular após defender, num festival de televisão, a música Porto Solidão, do compositor Zeca Bahia, também radicado na cidade nos anos 60 e 70.
A banda deixou gravado um compacto duplo com as músicas Tennereza. Malagueña, Finiche Il Mond Sara, além de Papai Noel, música finalista do Primeiro Festival Estudantil da Canção Popular de Brasília. Este compacto, uma raridade nos dias de hoje, foi gravado na própria capital pelo PR Studio, que também produziu Os Quadradões e Heron Tavares.

.Clique na Miniatura Abaixo para Visualizar.

Texto e Foto enviada pelo Fã Marcelo Ramiro

 

AO INESQUECÍVEL E SAUDOSO JESSÉ

 

FICO IMAGINANDO QUE BOM SERIA SE JESSÉ ESTIVESSE VIVO.

MAS ELE NÃO MORREU, POIS ELE AINDA ESTÁ VIVO NA MEMÓRIA DE TODOS OS FÃS QUE ACOMPANHARAM SUA LINDA E MARAVILHOSA TRAJETÓRIA DE UM GRANDE REI DA M.P.B.

VOCÊ SUBIU AO CÉU COMO GAIVOTA DOURADA, E TEVE UM CAMPO MINADO NA TERRA E NEM POR ISSO VOCÊ DEIXOU À SOLIDÃO DE AMIGOS.

DEUS TE RESGATOU NA CANÇÃO ACHEI UM BOM AMIGO, E COM ISSO ENCONTROU UM LINDO CORAL DE ANJOS NO PORTÃO DE OURO DE UM CÉU CELESTIAL, CANTANDO SEUS BELOS HINOS E SUAS BELAS E MARAVILHOSAS MÚSICAS.

VOCÊ SEMPRE FOI, E SEMPRE SERÁ UM MARCO HISTÓRICO NA VIDA DE CADA FÃ, POIS VOCÊ SERÁ UMA PESSOA DIFÍCIL DE SE APAGAR , AONDE A GENTE VÁ,  SEMPRE SE PERGUNTA,  LEMBRA DO JESSÉ???

LEMBRO SIM.  AQUELE DO PORTO SOLIDÃO ! ELE MESMO , A SUA VOZ JAMAIS SERÁ ESQUECIDA, NUNCA SERÁ CALADA PARA SEMPRE EM TODA A ETERNIDADE, OU ATÉ QUANDO A MÚSICA EXISTIR.

SUA GARGANTA VALIA OURO, E MUITOS O INVEJAM ATÉ HOJE, POIS VOCÊ NÃO CANTAVA,  HUMILHAVA A QUALQUER UM DE NÓS, NOS TEMPOS DE HOJE, MAS É PRECISO TER MUITO PÉ NO CHÃO PRA CHEGAR AONDE VOCÊ CHEGOU.

GOSTARIA DE TER TIDO O IMENSO PRAZER DE TÊ-LO CONHECIDO E VÊ-LO CANTANDO, MAS QUEM SABE NUM FUTURO BEM PRÓXIMO TE ENCONTRAREI NA MANSÃO CELESTIAL.

VOCÊ É A ESTRELA RETICENTE DAQUI DA TERRA E A MAIS ILUMINADA NO CÉU, SENTIREMOS SAUDADES POIS OS FÃS DAQUI SE TORNARAM UM RETRATO EM BRANCO E PRETO.

OBRIGADO PELA ATENÇÃO ESPERO QUE GOSTE POIS FOI FEITO DE AMOR E CARINHO A UM GRANDE REI DA M.P.B .

08/05/2007 BRUNO MARQUES 20 ANOS (CAÇAPAVA-SP)

RÉQUIEM DA VOZ

Aqui jaz,
uma gaivota que era dourada,
um porto que tinha solidão,
uma liberdade que voava,
um vento que era forte.
Tinha Maria-Maria na voz do cantor,
tinha a última inspiração,
uma sina de cantador,
um concerto para uma só voz.
Um adágio melodioso,
um Elvis descomunal,
tinha os Beatles de Liverpool
ou Violeta Parra sem igual.
O bêbado que se equilibrava,
a rude cruz da triste estrada,
uma Jerusalém,
uma noite de oração.
If you could remember?...



Walmor Dario Santos Colmenero